Técnica de relaxamento progressivo

Técnica de relaxamento progressivo

Técnica de relaxamento progressivo.

“Nossa, estou tão cansado, parece que estou carregando o mundo nas costas...”. Esta frase faz parte do vocabulário

de qualquer ansioso. Parece exagero, mas não é. Segundo Bourne e Garano (2008), os sintomas físicos são as

primeiras evidências da ansiedade. Eles se manifestam: pela falta de ar, palpitações, dores musculares, de cabeça,

pressão alta, insônia e muitas outras. Há pessoas nas quais a tensão em ombros e pescoço já se tornou crônica. Eles

reforçam os pensamentos que produzem ansiedade, pois afetam a sensação de bem-estar do indivíduo. 

É possível lidar de forma a amenizá-la, trazendo energia e tranquilidade ao corpo. Uma das técnicas que têm

comprovada eficácia é de Edmund Jacobson, chamada Relaxamento Progressivo, que se baseia na premissa de que o

corpo reage com tensão muscular a pensamentos que induzem à ansiedade. Essa tensão muscular leva a mais

ansiedade e desencadeia um ciclo vicioso. Se você interromper a tensão muscular, interromperá o ciclo (BOURNE E

GARANO, 2008, p. 30). 

O Relaxamento Progressivo é uma técnica muito simples, que não tem contraindicação e consiste em tensionar cada

parte do corpo por cerca de 10 segundos e relaxá-los por 15 a 20 segundos, prestando atenção às sensações

desencadeadas. Exemplo: estique os braços. Com uma das mãos, ajude a empurrar a outra mão para trás. Empurre

até onde é confortável, apenas para que não ocorra lesão, por 10 segundos. Relaxe por 15 segundos (preste atenção

no que você sente, antes de mudar para outra parte) e repita com a outra mão. E assim continue com as outras partes

do corpo (pernas, pés, pescoço e outros). Sentirá que realmente relaxa. 

Algumas orientações para que esta técnica o auxilie eficazmente (BOURNE E GARANO, 2008): 

- faça este exercício cerca de 20 minutos por dia; 

- desligue-se de tudo a sua volta (no período em que for dedicar-se ao seu relaxamento, não atenda ao telefone nem permita interrupções); 

- não se alimente antes do relaxamento, pois a digestão pode atrapalhá-lo; 

- utilize uma posição confortável: pode ser deitado no sofá ou na cama. Caso esteja cansado ou com sono, é melhor ficar sentado confortavelmente;

 - utilize roupas confortáveis e tire óculos, cinto, relógio. É importante que seu corpo esteja inteiramente livre;

- não se “avalie”, não se obrigue a relaxar. Apenas propicie momento adequado que, consequentemente, terá resultados positivos; 

- tensione respeitando seus limites; 

- busque sentir que tensão está impondo a cada parte de seu corpo; 

- tente repetir uma frase que seja relaxante para você; 

- se desejar, coloque uma música de que goste e que o relaxe. 

(PORTAL DA EDUCAÇÃO)